ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Precisão dos riscos de síndrome de Down produzidos em um programa de triagem no primeiro trimestre incorporação da translucência nucal e bioquímica sérica materna.

Precisão dos riscos de síndrome de Down produzidos em um programa de triagem no primeiro trimestre incorporação da translucência nucal e bioquímica sérica materna.



Nos últimos três anos cerca de 12 000 mulheres foram examinadas durante o primeiro trimestre através do nosso programa OSCAR, que utiliza NT fetal e maternal sem soro beta-hCG e PAPP-A. Durante este tempo, 30 casos de síndrome de Down foram identificadas tanto no pré-natal ou pós-natal. Usando um procedimento estabelecido a exatidão de risco prevista para síndrome de Down foi avaliada em uma população de 30 casos de síndrome de Down e 11 758 gestações não afetadas. A correlação entre o risco previsto e prevalência de síndrome de Down foi muito alta (r = 0,9995). Conclui-se que os riscos produzidos pela Medicina Fetal algoritmo Fundação risco combinado concorda em estreita colaboração com prevalência de síndrome de Down e pode ser usada com confiança quando as mulheres de aconselhamento de seu risco.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11920903

VEJA TAMBÉM:

  • Primeiro trimestre soro materno livre gonadotrofina coriônica humana beta e gravidez associado às proteínas plasmáticas A como preditores de complicações na gravidez.
  • Ultra-som combinados e rastreio bioquímico para a síndrome de Down no primeiro trimestre: um estudo multicêntrico escocês.


  • Texto Original



    Over the past three years approximately 12 000 women have been screened in the first trimester through our OSCAR programme, which utilizes fetal NT and maternal serum free beta-hCG and PAPP-A. During this time 30 cases of Down syndrome were identified either prenatally or postnatally. Using an established procedure the accuracy of predicted risk for Down syndrome was assessed in a population of 30 cases of Down syndrome and 11 758 unaffected pregnancies. The correlation between predicted risk and prevalence of Down syndrome was very high (r=0.9995). It is concluded that risks produced by the Fetal Medicine Foundation combined risk algorithm agree very closely with Down syndrome prevalence and can be used with confidence when counselling women of their risk.

    VEJA TAMBÉM:

  • Interpretação errônea da escala de percepção ponderada de Borg para pacientes com transtorno do pânico durante desafio com ergoespirometria
  • Previsão de pequenos para a gestação recém-nascidos a partir de marcadores biofísicos e bioquímicos nas semanas 11-13.