ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Soro materno coriônica humana níveis de gonadotrofinas em gestações gemelares.

Soro materno coriônica humana níveis de gonadotrofinas em gestações gemelares.



Introdução de rastreamento combinado com soro materno alfa-fetoproteína e gonadotrofina coriônica humana (MShCG) ensaios para defeitos cromossômicos fetais requer estabelecimento do intervalo normal para os gêmeos. Este relatório documenta que o intervalo normal para MShCG entre 15 e 19 semanas em gestações gemelares foi 1.84-2.41 múltiplos da mediana singleton. Das gestações 192 duplos estudados, 31,7 e 47,9 por cento tinha MShCG valores maiores do que ou igual a 2,5 e superior ou igual a 2,0 múltiplos da mediana singleton, respectivamente.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1754563

VEJA TAMBÉM:

  • Mudanças temporais em soro materno marcadores bioquímicos de trissomia 21 em todo o primeiro e segundo trimestre da gravidez.
  • Maior precisão de diagnóstico por ultra-som usando marcadores secundários na triagem no primeiro trimestre de trissomias 21, 18 e 13 e síndrome de Turner.


  • Texto Original



    Introduction of combined screening with maternal serum alpha-fetoprotein and human chorionic gonadotropin (MShCG) assays for fetal chromosome defects requires establishment of the normal range for twins. This report documents that the normal range for MShCG between 15 and 19 weeks in twin gestations was 1.84-2.41 multiples of the singleton median. Of the 192 twin pregnancies studied, 31.7 and 47.9 per cent had MShCG values greater than or equal to 2.5 and greater than or equal to 2.0 multiples of the singleton median, respectively.

    VEJA TAMBÉM:

  • Concentração sérica materna de fator de crescimento placentário (PIGF) e fator de crescimento endotelial (VEGF) em gestações complicadas pela pré-eclâmpsia.
  • Índice de leptina livre e PAPP-A: um primeiro teste de triagem soro materno trimestre para a pré-eclampsia.